SEMINÁRIO (RE) PENSANDO A ABOLIÇÃO

O Seminário (Re)pensando a Abolição terá início na próxima quarta-feira (13), no auditório do Museu da Abolição, localizado no bairro da Madalena. Nos dias 13 e 15, professores, historiadores, antropólogos e representantes de terreiro promoverão debates sobre as consequências do processo abolicionista nos dias atuais. O evento tem como público alvo estudantes de história, museologia, ciências sociais, pedagogia e sociologia. Já no último dia (16), haverá uma oficina de confecção de bonecas Abayomi Nenê com as mediadoras da Ludoteca do MAB aberta para o público em geral.

Nos dias de debate, serão disponibilizadas 50 vagas com certificado digital para aqueles que comparecerem a, no mínimo, dois dias de evento. Já para a oficina na Ludoteca, apenas 35 senhas vão ser distribuídas a partir das 13h30 no local.

Inscrições pelo 3228-3248 ou por email para mab@museus.gov.br.

Tema da Mesa 1:

História da Abolição: Lutas pelo direito à liberdade.

Abordagem sobre o processo abolicionista de forma geral, e em particular no caso brasileiro, destacando personagens importantes deste processo e o papel por eles desempenhado. Será abordada a escravidão e a liberdade das populações indígenas e afrobrasileira.

Tema da Mesa 2:

O Museu como espaço reflexivo

Reflexão sobre a contribuição do Museu da Abolição na sua abordagem quanto às questões que afligem a população afrobrasileira, buscando o diálogo e a escuta das demandas da sociedade.

Tema da Mesa 3:

Consequências do Processo abolicionista na contemporaneidade

Reflexão sobre o processo abolicionista na formação da sociedade brasileira contemporânea e suas consequências, considerando as desigualdades social e racial. Será abordado o papel das políticas públicas quanto às reparações e os processos sociais na busca de empoderamento.