Exposição Oficina Guaianases de Gravuras: o olhar feminino

O Museu da Abolição-MAB em parceria com o Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da Universidade Federal de Pernambuco realiza a Exposição “Oficina Guaianases de Gravuras: o olhar Feminino”, sob a curadoria do artista plástico Rinaldo Silva. Para esta exposição, Rinaldo escolheu obras das artistas Guita Cherifker, Inalda Xavier, Isa Pontual, Jeanine Uchoa, Maria Carmem, Marisa Lacerda, Marisa Varella, Teresa Pacomio, Tereza Costa Rego, Ana Lisboa, e Liliana Dardot, dentre várias outras.

Como diz o curador, nesta mostra “revela-se um recorte de gênero nas autorias, onde a poética feminina está em cada canto das imagens trabalhadas”.  E com isto, a intenção é proporcionar “um encontro com uma forma artística que nos remete aos prazeres culinários, detalhes gráficos temperados com sonhos, composições visuais que nos saciam a fome de ver”.

 Em sintonia com a missão do Museu, a exposição busca comemorar o 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Afro-latino-americana e Caribenha e Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra. A Oficina Guaianases de Gravuras é um dos movimentos artísticos mais significativos e duradouros do estado de Pernambuco, com repercussão nacional, e tem em seu acervo a importante participação de mulheres artistas, as quais forjaram nas pedras litográficas formas, texturas, sonhos e expressões.

Abertura: 25.07.2014 às 18h Visitação: 26.07 a 30.09.14 Segunda à sexta: 09h às 17h e Sábados: 13h às 17h Museu da Abolição/MINC/IBRAM R. Benfica, nº 1150, Madalena, Recife – PE mab@museus.gov.br Fone: 55 81 3228-3248

A artista plástica Ana Longman e o curador Rinaldo Silva. Foto de Camila Mendes/MAB

A artista plástica Ana Longman e o curador Rinaldo Silva. Foto de Camila Mendes/MAB

Publicado em