Exposição Afro Brasileira Axé Vodun

A exposição Afro Brasileira Axé Vodun objetiva divulgar, promover e difundir a cultura afro descendente em seu contexto cultural, artístico e religioso. O universo imaginário dos Voduns nos conduz a uma visão simbólica e mística da religiosidade africana. Informar e despertar a atenção da comunidade acadêmica e a sociedade em geral para essa riqueza cultural dos Voduns, Orixás e Nkisis do candomblé afro brasileiro é manter viva a história, bem como apresentar outros subsídios na implementação da Lei 10.639/03, que institui a história da África, dos africanos e dos brasileiros na educação.

As peças, criadas pelo Prof. Ms. Gaipê Adilson Bezerra, têm no candomblé sua fonte de inspiração e devoção. Cada peça tem como proposta apresentar a magia, o encantamento e a mística dos Voduns, exaltando a beleza e a força das marcas tribais de suas divindades. A religiosidade afro brasileira, rica em simbologias, ritos e tradições nos leva a um pensamento ecológico de respeito ao meio ambiente e preservação. Uma vez que a diversidade étnica e cultural de seus deuses é representada pelas forças da natureza, possibilitam a passagem do universo religioso para o universo cultural. A docência possibilitou ao artista e doutorando pesquisar sobre o seu processo de criação, por meio da busca às suas origens. A exposição ficou em cartaz no maio até o mês de maio.

O Gaipê Adilson Bezerra é natural de Recife (PE), Doutorando em Educação pela Facultad de Educación da Universidad Complutense de Madrid (UCM); Professor efetivo do Município de Paulista (PE) e Secretário Executivo do INTECAB-PE.

Publicado em