Museu da Abolição é tema de artigo publicado na Revista Memória em Rede

Capa da Revista Memoria em Rede, nº 11

Capa da Revista Memoria em Rede, nº 11

O Museu da Abolição – MAB e os movimentos sociais de Pernambuco é o título do artigo de autoria da Diretora do Museu da Abolição, Maria Elisabete Arruda de Assis, publicado na Revista Memória em Rede. O artigo discute a participação dos movimentos sociais afrodescendentes de Pernambuco no Museu da Abolição, instituição pública federal vinculada ao Instituto Brasileiro de Museus / Ministério da Cultura. Criado por decreto federal na década de cinquenta, tem sua trajetória institucional modificada a partir do estabelecimento de interlocução com entidades e lideranças negras. Analisa os processos de patrimonialização e musealização decorrentes deste processo, e a mudança de perspectiva da missão e objetivos do museu, que o integra como território identificado com causas e questões do povo negro, assim como espaço de memória da cultura afrobrasileira. Sua trajetória, portanto, transita da museologia tradicional à museologia social, tornando-o referência, dentre os museus públicos, a partir de sua aproximação e interlocução com pessoas, instituições e organizações vinculadas à cultura tradicional de matriz africana e às questões dos direitos humanos, igualdade racial, eliminação do racismo, preconceitos e exclusões de que são vítimas os negros brasileiros. Confira o artigo na íntegra clicando AQUI.
Publicado em